17 de jan. de 2022

O Abono PIS/Pasep será pago em dobro aos trabalhadores a partir de fevereiro?

 


Desde o ano passado, com o adiamento dos pagamentos do abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2020, havia se criado uma expectativa quanto ao benefício vir a ser pago de maneira acumulada em 2022.

No caso do abono acumulado para este ano era devido ao adiamento do pagamento do abono ano-base 2020, assim como a liberação do abono ano-base 2021, que também estava previsto para ser pago em 2022.

Abono não será pago acumulado.


Apesar da animosidade por parte dos trabalhadores, o governo já esclareceu que este ano teremos apenas o pagamento do PIS/Pasep ano-base 2020 aos trabalhadores.

Assim sendo, os trabalhadores que exerceram atividade de carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2021 só poderão ter acesso ao benefício em 2023.

Quem terá acesso ao PIS/Pasep este ano

Para garantir acesso ao abono PIS/Pasep é necessário ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada, além de se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos no ano-base;
  • Ter recebido no máximo uma média de até dois salários mínimos em 2020;
  • Além disso, é preciso que a empresa tenha enviado corretamente os dados dos trabalhadores na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Para realizar a consulta na RAIS, o processo é simples, basta acessar o portal rais.gov.br e digitar o seu número de inscrição no PIS/PASEP (somente números).

Apesar da animosidade por parte dos trabalhadores, o governo já esclareceu que este ano teremos apenas o pagamento do PIS/Pasep ano-base 2020 aos trabalhadores.

Assim sendo, os trabalhadores que exerceram atividade de carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2021 só poderão ter acesso ao benefício em 2023.

Quem terá acesso ao PIS/Pasep este ano

Para garantir acesso ao abono PIS/Pasep é necessário ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada, além de se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos no ano-base;
  • Ter recebido no máximo uma média de até dois salários mínimos em 2020;
  • Além disso, é preciso que a empresa tenha enviado corretamente os dados dos trabalhadores na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Para realizar a consulta na RAIS, o processo é simples, basta acessar o portal rais.gov.br e digitar o seu número de inscrição no PIS/PASEP (somente números).

O valor a receber é proporcional a quantidade de meses trabalhados em 2020. Quem trabalhou o ano todo recebe um salário mínimo vigente (R$ 1.212), já quem trabalhou menos tempo receberá proporcional, confira:

  • Quem trabalhou 1 mês receberá: R$ 101;
  • Quem trabalhou 2 meses receberá: R$ 202;
  • Quem trabalhou 3 meses receberá: R$ 303;
  • Quem trabalhou 4 meses receberá: R$ 404;
  • Quem trabalhou 5 meses receberá: R$ 505;
  • Quem trabalhou 6 meses receberá: R$ 606;
  • Quem trabalhou 7 meses receberá: R$ 707;
  • Quem trabalhou 8 meses receberá: R$ 808;
  • Quem trabalhou 9 meses receberá: R$ 909;
  • Quem trabalhou 10 meses receberá: R$ 1.010;
  • Quem trabalhou 11 meses receberá: R$ 1.111;
  • Quem trabalhou 12 meses receberá: R$ 1.212.

Baixe o APP RadiosNet em seu celular ou tablet e ouça nossa rádio em qualquer lugar
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019