21 de jul. de 2020

Caixa bloqueia contas do auxílio emergencial após ataque hacker


A Caixa bloqueou “centenas de milhares” de contas digitais movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem, utilizadas para receber o auxílio emergencial e o FGTS, após uma suspeita de fraude. Segundo o banco, as contas foram acessadas por hackers que se aproveitaram de uma brecha de segurança, o que também causou a suspensão do auxílio de pessoas que não tinham nada a ver com o problema.
A informação é do presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Sem citar números exatos por questões de segurança, Guimarães afirmou nesta terça-feira (21), em entrevista ao InfoMoney, que hackers acessaram centenas de milhares de contas em maio, durante um período de dez dias. A Polícia Federal foi envolvida no caso e acompanha as comunicações do grupo, segundo o presidente.
Como muitas pessoas não tinham celular, o Caixa Tem permitia que um mesmo número abrisse mais de uma conta para receber o auxílio emergencial. Essa característica teria sido aproveitada por hackers para desviar o dinheiro do programa, o que fez o banco suspender as contas suspeitas.
No entanto, mesmo pessoas que não tinham envolvimento com a fraude foram impedidos de utilizar o auxílio emergencial após a ação da Caixa. Isso fez com que algumas recebessem a primeira e segunda parcelas normalmente, mas não conseguissem sacar a terceira. Quem está nessa situação deverá procurar uma agência da Caixa e confirmar sua identidade para que o dinheiro seja liberado.
O presidente da Caixa havia informado ao Estadão no domingo (19) que dados pessoais e de seus contatos, como endereços, telefones, placas de carro e e-mails, foram vazados por hackers em retaliação às medidas adotadas pelo banco para combater fraudes no auxílio emergencial. A família de Guimarães também teria sido ameaçada de morte.
Os responsáveis pelo ataque ao Caixa Tem foram identificados e serão penalizados, segundo a Caixa.
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019