29 de jan. de 2016

Pastor acusado de matar pastora já está em presídio; ele nega crimes


O pastor Edimar da Silva Brito, 36 anos, já está no presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, desde a quarta-feira (27). Acusado de ser o mandante e de participar das mortes da pastora Marcilene Oliveira Sampaio e da prima dela Ana Cristina Sampaio, assassinadas a pedradas no dia 19, ele nega envolvimento com os crimes. Adriano Silva dos Santos, 36, e Fábio de Jesus Santos, 24, presos acusados de serem os executores do crime, apontaram Edimar como mandante. Já o pastor, ouvido pelo delegado Neuberto Costa, da Delegacia de Homicídios, afirmou que não tem envolvimento nas mortes nem na tentativa de homicídio contra o marido da pastora, que sobreviveu ao ataque. O pastor alega ainda que foi coagido por Fábio e Adriano para acompanhá-los até o local onde os crimes aconteceram. A polícia, no entanto, diz que a investigação aponta que o pastor Edimar ordenou a morte da pastora e do marido após uma disputa ligada à congregação que comandava. Marcline e o marido, Carlos Eduardo, faziam parte da igreja do pastor, mas há dois anos decidiram fundar o próprio templo evangélico. Eles se separaram de Edimar e passaram a atrair fiéis para os cultos da sua nova congregação.
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019