28 de dez. de 2015

Santa Luzia: Morador está com o pênis ereto há quatro dias

Mais um caso de Priapismo (pênis ereto por longo tempo), foi registrado no Hospital de Base de Itabuna. Antonio Guedes, 39 anos, morador do município de Santa Luzia, internado desde a última sexta feira (25), quando foi transferido, na manhã desta segunda-feira (28), para o Hospital Regional de Ilhéus, onde foi atendido por um especialista. Há quatro dias o órgão sexual dele não baixa. Guedes afirma que não tomou nenhum estimulante sexual e que sua única bebida é a cachaça.
Foi o segundo caso registrado em hospitais de Itabuna, procedente da região do cacau. Em 16 de setembro do ano passado, Valter da Silva Andrade, 27 anos, morador de Camamu, ficou com o pênis ereto durante três dias, até que voltou ao normal, com a ajuda de medicamentos. Segundo informações de especialistas, o priapismo é uma condição médica geralmente dolorosa e potencialmente danosa na qual o pênis ereto não retorna ao seu estado flácido, apesar da ausência de estimulação física e psicológica. A ereção dura em média 4 horas, e pode levar à impotência sexual definitiva.
O priapismo é uma emergência médica e o recomendado é procurar atendimento de emergência prontamente. O nome vem do deus Priapo da mitologia grega, que tinha um pênis exageradamente grande e que permanecia sempre ereto. O priapismo pode estar associado a distúrbios hematológicos, especialmente a anemia falciforme e outras condições como a leucemia, talassemia, doença de Fabry, e distúrbios neurológicos como lesões e traumas à medula espinal. As potenciais complicações incluem isquemia, coagulação do sangue retido no pênis (trombose) e o dano aos vasos sanguíneos do pênis podem resultar em disfunção eréteis ou impotência no futuro. Em casos mais graves, a isquemia pode resultar em gangrena, o que pode fazer com que a remoção do pênis seja necessária.”
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019