1 de set de 2015

Prefeitura de Canavieiras adota medidas para conter despesas e evitar demissões


O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, editou nesta segunda-feira (31 de agosto), a Portaria 378/15, que altera o horário de funcionamento das repartições municipais. A medida tem como finalidade adequar as finanças municipais à crise econômica que atinge os setores público e privado de todo o país, impactando de forma negativa a administração municipal. De acordo com Almir Melo, o Governo da Reconstrução tem prezado pelo cumprimento das obrigações, honrando todos os compromissos assumidos pela administração municipal com o pagamento dos fornecedores e servidores públicos. Diante dessa nova realidade, promoveu, a partir desta terça-feira (1º de setembro), a adequação do horário de funcionamento da Prefeitura e suas secretarias, em face do plano de contenção de despesas. Pela Portaria nº 378/15, o horário do expediente no Paço Municipal e das áreas administrativas das secretarias passa a ser das 8 às 12 horas, reduzindo, portanto, duas horas diárias, pois antes era das 8 às 14 horas. Já os serviços públicos prestados nas áreas de limpeza pública, guarda municipal, salva-vidas, hospital e postos de saúde, observarão os horários estabelecidos por suas respectivas secretarias. Essas medidas, segundo o prefeito, diminuirão as despesas de custeio da máquina pública, cujos recursos serão importantes para o investimento em algumas atividades de obras e serviços. Essas medidas são temporárias e evitam, ainda, a exoneração de servidores públicos, o que poderia causar um impacto maior na economia do Município. Adequação anterior - Desde que tomou posse – em 1º de janeiro de 2013 –, o prefeito Almir Melo vem adequando as finanças do Município, no sentido de atender aos preceitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. De início, todas as despesas somente passaram as ser feitas com o ingresso de receitas, equilibrando o Orçamento aprovado em 2012, completamente fora da realidade de Canavieiras. Outro grave problema foi a queda das transferências constitucionais causadas pelas desonerações dos Impostos sobre Produtos Industrializados (IPI), e sobre a Renda (IR), com grandes reflexos negativos na receita. O Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) também reflete os aspectos negativos da desoneração, porém influencia na receita de Canavieiras em menor escala. Entre as medidas tomadas anteriormente pelo prefeito, estão o aumento das receitas próprias do Município, através da modernização do sistema tributário. “Conseguimos arrecadar mais, sem propor qualquer aumento de alíquota, ampliando apenas a base tributária. Tudo isso com o objetivo de acatar as determinações da Lei de Responsabilidade Fiscal”, lembra Almir Melo. Com isso, foram restabelecidos diversos programas municipais, apesar da queda de receita decorrente do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). “Caso não tivéssemos feito essa intervenção no ano passado, os reflexos negativos seriam bem
mais graves e não teríamos condições de manter todos os serviços funcionando e as contas em dia, como já falamos”, analisa Almir Melo. Considera o prefeito, que a situação é ainda mais difícil, haja vista a recessão que se instala no Brasil, cuja previsão dos economistas é a de que o país passará por um período de dificuldades. “Como temos que manter nosso ritmo de investimentos nas obras que estamos executando, tomaremos todas as precauções para manter a regularidade dos serviços e das obrigações”, concluiu Almir Melo.
 

Camacan Bahia Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015