11 de ago. de 2015

Superação: Ex-vendedor de cocadas, conquista cinco diplomas e vira servidor público

Ele é graduado em filosofia, tradução, biblioteconomia, teologia e letras (Língua e Literatura Francesas) pela UnB (Universidade de Brasília). Sua dissertação de mestrado foi premiada no Concurso Latino-americano "Fernando Báez" do Centro Argentino de Informação Cientifica e Tecnológica. A tese doutoral virou um livro e foi indicado para o prêmio Jabuti deste ano. Todas essas conquistas não foram em vão. O brasiliense Cristian Santos, 38, vendeu cocada dos nove aos 19 anos para comprar livros, materiais escolares, passe de ônibus e ainda ajudar em casa. O pai de Cristian era carpinteiro e a mãe dona de casa. Era ela que preparava os doces para que ele pudesse vender no centro de Brazlândia, região localizada a 32 quilômetros de Brasília. "Sempre estudei em escola pública e mesmo assim sofria preconceito por vender cocadas. Fazer isso explicitava minha condição de mais pobre, acrescido ao fato de nem sempre possuir o material didático exigido pelos professores". Santos conta que sempre foi um leitor precoce. Adorava frequentar a biblioteca comunitária de onde morava. O que mais lhe chamava atenção não era apenas a coleção de livros – ele adorava consultar verbetes na Barsa e Larousse –, mas o pequeno jardim de inverno, o mobiliário confortável e as canecas de alumínio areadas. "Tornou-se uma espécie de refúgio frente à pobreza em que vivia", desabafa. (UOL)
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019