16 de jul. de 2015

Fiscais da Agerba amolestam profissionais do transporte alternativo

GEDSC DIGITAL CAMERA
As abordagens tem a tendência de inviabilizar o transporte alternativo

Fiscais da Agência Reguladora de Serviços Públicos da Bahia (Agerba), continuam molestando profissionais do transporte alternativo do Sul baiano. Na tarde  desta terça-feira (14), a reportagem  flagrou um homem e uma mulher que se identificaram como fiscais da agência reguladora, em veículo oficial do órgão, ladeados de dois policiais militares, exigindo a lista de passageiros do motorista Adilton Pereira Silva, 56 anos, que além de ser profissional do transporte coletivo, presta serviço para a Secretaria de Saúde de Camacan. O condutor transportava 8 pacientes de insuficiência renal que tinham acabado de sair da sessão de hemodiálise em Ilhéus. A exigência da dupla na insistência que a lista fosse lhes apresentada, constrangeu a todos os pacientes do veículo. Alguns destes fazem hemodiálise há mais de 10 anos,. Os policiais que estavam armados com metralhadoras e pistolas, não esboçaram reação, mas a presença deles é intimidatória.
O motorista que é conhecido como “Pé na Meia”, disse que não são poucas as vezes que os fiscais da Agerba, ameaçam e tentam intimidar os motoristas do transporte alternativo, beneficiando assim as grandes empresas de transportes de passageiros do interior baiano. “Nós precisamos trabalhar para o sustento de nossa família, e esse pessoal da Agerba não quer deixar” disse o condutor. Recentemente as ações dos fiscais da Agerba, foram denunciadas no plenário da Câmara, pelo Deputado Federal Davidson Magalhães.
No âmbito da denúncia o parlamentar baiano lembrou a péssima conduta dos fiscais do órgão regulador, e parabenizou o Governador Rui Costa e o Secretário de Infraestrutura Marcos Cavalcanti, pelo trabalho de recuperação das estradas do interior da Bahia, e pela modernização e regulamentação do transporte alternativo. “Quero aproveitar esta oportunidade, para chamar a atenção do nosso Secretário estadual e denunciar que vários fiscais da Agência reguladora (Agerba), tem atuado no interior, no sentido de prejudicar e inviabilizar o transporte alternativo do nosso estado. Um estado com 417 municípios, com um interior vasto, que precisa do transporte alternativo como alternativa e de livre acesso às populações, principalmente no extremo sul da Bahia” disse.
 

Camacan Bahia Copyright © -- NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO! #Camacan Bahia# 2019