GANHE DINHEIRO COM SEU BLOG

terça-feira, outubro 11, 2011

Em Camacan Moradores exigem exumação para retirar seus nomes da boca de mulher morta

Marileide estava sob proteção policial na manhã desta segunda-feira.
Por Agnaldo Santos
A morte de uma índia identificada como Marinei dos Santos Rodrigues 51 anos, ocorrido na noite desta sexta-feira (7), e enterrada na tarde de sábado, está criando a maior perplexidade e muita confusão na Rua do Sarampo no Município de Camacan.
De acordo com as informações de aproximadamente quarenta pessoas que reclamaram o caso na delegacia pública de Camacan na tarde deste domingo (9) e informaram que a Mulher teria morrido de câncer, afirmaram ás autoridades civis que o fato de Marileide Dias Conceição, 30 anos, não se conformar com o falecimento da mãe e achar que a morte de sua genitora foi provocada por um ritual de magia negra (macumba) feita pelos moradores da sua rua, ela tomou uma decisão um tanto quanto inusitada.
Enquanto acontecia o velório, ela  expulsou as pessoas que velavam o corpo, fez uma lista com os nomes dos moradores em uma folha de papel, junto com uma moeda de R$ 0,50 centavos, colocou dentro da boca da mãe morta e fechou o caixão para sepultamento.  
Quando as pessoas foram informadas que Marileide teria revelado que seus nomes teriam sido colocados na boca da defunta e sepultado, eles começaram entrar em pânico criando um clima de muita intranqüilidade e desespero naquela rua.
Os moradores querem seus nomes fora da boca da falecida.
Ana Claudia Oliveira Couto 34 anos, disse que não quer seu nome dentro da boca de uma pessoa que já morreu e pediu urgência na exumação do corpo, Lindélia de Jesus Oliveira, 32, disse querer providências por parte das autoridades, para que estas providenciassem exumar o corpo e tirar seu nome de dentro da boca da mulher
No primeiro momento os moradores tentaram linchar Marileide, mas como ela se esquivou, os seus desafetos foram até a delegacia pública de Camacan por volta das 12:30 deste domingo para que as autoridades policiais providenciassem desenterrar o corpo para que seus nomes fossem retirados de dentro da boca da falecida. 
Enquanto uma parte dos moradores foram até a delegacia, outra procurava por Marileide, temendo pela segurança dela por causa da grande fúria por parte da população da rua, alguns moradores a levaram para a delegacia, chegando ao complexo policial uma entidade demoníaca se apossou de Marileide se manifestando por três vezes. 
A entidade foi expulsa por um policial da PM que é pastor evangélico da cidade de Itabuna e estava de serviço.
Após sair do transe a mulher confessou aos policiais que teria mesmo colocado os nomes de pelo menos 10 pessoas da sua rua na boca da sua mãe antes de sepultá-la, pelo fato delas terem feito uma macumba que resultou na morte da sua mãe.  
A Mulher está sendo pressionada pelos moradores.
As autoridades ficaram de acionar a justiça da comarca de Camacan para que esta autorize  a exumação do corpo no decorrer desta semana. Por volta das 11:00 horas desta segunda-feira a multidão continuou enfrente a delegacia pedindo providencias no sentido de desenterrar o corpo, Marileide filha da falecida também estava, mas sob escolta das Polícias Militar e Civil e Militar.

1 comentários :

 

Camacan Bahia Copyright © 2013 -- Template criado por Jabinho Sena -- Repórter Região Sul da Bahia